Ainda dá tempo de decorar a casa para o Natal

luzdenatalE, o melhor, com menos de 50 reais! Aliás, muito menos. Basta colocar sua criatividade para funcionar. Por exemplo, eu prefiro as soluções naturebas e rústicas. Além de lindas, elas geralmente são atemporais e combinam com o estilo despojado do meu apê. Então, semana passada em meio à correria que se instaurou na minha vida e na cidade de São Paulo, neste caso como acontece todo santo ano na mesma época, saí em busca da decoração natalina (clique nas fotos para ampliar).

guirlandaPrimeiro, retirei do armário a linda guirlanda de rolhas reutilizadas (que ecoamor!) que minha amiga jornalista-artesã-noiva Juliana Martins fez para mim no ano passado. Em 2011, ela enfeitava a minha varanda. Este ano, ganhou espaço ao lado da televisão da sala e atrás dos livros das queridas Lucia Malla e Maria Guimarães. Coloquei ao lado da guirlanda um vidrinho com flores sempre-vivas amarelonas, que na minha infância continha perfume, para fazer um contraponto ao azul da estrutura e do laço. O azul e o amarelo juntos chamam a atenção de quem entra na sala.

Em seguida, foi a vez das luzinhas. Principalmente na cor branca incandescente, luzinhas são di-vi-nas em qualquer época do ano, em qualquer lugar da casa. Basta usar a imaginação. Duvida? Digite no campo de busca do Pinterest “luzinhas” e morra de amor com as ideias de como usá-las para decorar a casa. É claro que bom senso é tudo nessa vida. Caso contrário, seu doce lar ou varanda ficará parecendo uma entrada de motel.

decoracaodenatalDepois de passar por três lojas populares com mercadoria de decoração natalina até literalmente o teto, encontrei uma “cascata” com fio branco como eu queria. Aliás, prepare-se: o mundo das luzinhas é maior do sonha nossa vão filosofia. Existem as “clássicas”, as “redes”, as “cascatas”, as “mangueiras” (mais caras e vendidas por metro), os “pingos”, as “de led” super valorizadas pelos vendedores e por aí vai. Divirta-se com a luz no fim do túnel!

Como me incomoda o desperdício de energia elétrica, coloquei as luzinhas contornando a porta da varanda. Acendo-as quando estou na varanda ou na sala. Assim, elas se tornaram uma espécie de abajur que transmite uma luz amarelada bem aconchegante e uma iluminação indireta para quem está na sala. Quando acesas, apenas ligo um abajur na sala.

pinhanatalPara finalizar, eu queria pinhas para decorar a casa. Além de remeterem ao Natal, pois são estruturas pertencentes às coníferas (árvores das quais fazem parte os pinheiros), elas me lembram os divertidos dias da minha infância no Paraná, a minha família, as minhas raízes. Encontrei pinhas à venda – inclusive de plástico! -, mas queria eu mesmo coletar. Até que, semana passada, minha mãe me deu uma cestinha reutilizada cheia de pinhas sobre um papel vermelho. Enfeite montado por ela mesma. A mãe coletou as pinhas em uma viagem recente a um sítio no interior de São Paulo. Leu meus pensamentos <3. Ao lado da cestinha, coloquei uma garrafa com a flor espeta nariz na cor coral.

pinhanatal

E, assim, com muito carinho minha decoração simboliza a simplicidade, a natureza e, acima de tudo, o amor. Obrigada a todos que fazem os meus dias mais felizes. Amo vocês.

Você já é de casa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s