Luminárias solares

O design evolui seguindo o desenvolvimento da tecnologia – as lâmpadas e a luminárias nunca ficaram para trás. O curioso é que as lâmpadas sempre foram criadas com referência ao antigo lampião a gás que produz luz quente e calor dando conforto aos ambientes segundo Elizabeth Wilhide, no livro “Como criar em iluminação”, da Editora Gutenberg.

O desenvolvimento das lâmpadas sempre teve como objetivo aumentar sua eficiência que é determinada pela relação entre o quanto de energia a lâmpada consome e o quanto de energia que ela própria despende. O ideal é que a lâmpada produza luz sem desperdiçar energia, o sinal desse desperdício é o calor emitido pela lâmpada, em vez de a lâmpada produzir luz, ela gera calor. Nosso melhor exemplo de lâmpadas que emitem mais calor que luz são as incandescentes. E exemplo de lâmpada que desperdiça pouca energia é a LED que foi reprovada pelos consumidores,  quando lançada no mercado, por gerar luz branca e fria demais. Porém, hoje encontramos lâmpadas do tipo LED com cores quentes que deixam o ambiente mais aconchegante (tendo como referência o lampião a gás).

Buscando formas de consumo consciente, vou apresentar mais um modelo de luminária: a luminária que consome energia solar para produzir luz e ideal para jardins. A “luminária solar” já está disponível no mercado brasileiro, mas vou confessar que os modelos mais populares não apresentam design muito agradável. Pelo mundo afora, vários concursos de designer apresentaram belas propostas. Um exemplo é a luminária Corona que ganhou o prêmio “International Comtemporary Furniture Fair” em 2007 – veja aqui. Outra luminária solar gringa que prestigia essa linha de produtos é a “Solar” da marca italiana Foscarini – veja o vídeo com seu conceito aqui.

Luminária Corona – http://www.coronasolarlight.com/

Como funciona? Simples. A energia solar é captada pela células de energia fotovoltaicas e armazenada em uma bateria. Quando a noite cai, um sensor é ativado e a lâmpada é acesa – geralmente, usamos a lâmpada LED que, como explicado acima, tem um consumo baixo de energia. A luminária ficará acesa até a energia acumulada na bateria acabar, mas antes disto, acredito que o sensor irá apagar a luz pois será dia e o momento da luminária novamente captar energia para acender na próxima noite. No mercado em geral, você deve escolher modelos de luminária com baterias com maior autonomia possível, ou seja, maior do que seis horas.

Há vários modelos de luminárias solares como balizadores de jardins, arandelas e até poste de iluminação de rua (que você pode propor para o seu condomínio). Acredito que a energia solar será cada vez mais popular já que as pessoas estão optando por energias limpas. Aumentando a procura no mercado brasileiro por esse tipo de luminária, creio que encontraremos ao longo dos anos modelos mais sofisticados e mais baratos.

Os diversos modelos que encontramos no mercado.


Por Mrs. Gemstone

Para dar mais charme à sua casa, apresento aqui no blog o modelo de luminária solar em um potinho. Aconselho usar o pote luminoso na varanda durante o dia a placa fotovoltaica captar energia e, a noite, a sua luminária acenderá de forma bem delicada e romântica para encontros especiais com seus amigos e familiares. 

O primeiro passo é deixar o vidro com a aparência jateada: limpe o vidro com álcool e deixe secar. Na foto há um spray, mas recomento fazer o jatedo falso com selante universal prime, mais popular.  Espalhe o selante com uma espuma dando batidinhas de forma regular na parte externa do frasco. Deixe secar por um dia.

Desmonte uma luminária solar. Com delicadeza e uma chave de fenda desprenda a placa solar, e remova o envoltório de metal recortando-o com um alicate. Encaixe a placa solar na tampa do pote de vidro transparente. Use um pouco de cola quente para fixar a placa à tampa.

Sobreponha o alicate sobre a bateria, seu peso irá fazer a bateria se encaixar melhor na tampa. Fixe sobre  a lâmpada um rótulo plástico colorido ou um papel celofane da cor de sua preferência. Encaixe a tampa com a bateria de volta ao pote. Coloque em um local externo para captar a energia do sol. E espere a noite cair para sua luminária solar acender.

Leia também: Luz solar transportada por fibra óptica

5 Respostas para “Luminárias solares

  1. Pingback: Tenha lâmpadas fluorescentes com o efeito aconhegante das incandescentes | É de casa·

  2. Pingback: Vidros que escurecem | É de casa·

  3. Pingback: Luz solar transportada por fibra óptica | É de casa·

Você já é de casa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s